27 de julho de 2012
Sempre que lhe faltam argumentos você invade meu espaço como um filho da puta, quando não quer mais nada queixa-se de um certo vazio interior, da sensação de uma total falta de sentido na vida. Posso definir esse vácuo existencial como a frustração do que posso considerar a motivação fundamental no homem. o que podemos chamar de... a vontade de sentido. E querido eu não tenho culpa da sua inutilidade para fazer alguma coisa da vida, se sente bem ao meu lado, mas prefere sentar no bar logo ali na esquina. Você quer dançar comigo, perdido em meio a toda aquela confusão... Não tenho mais nada para te contar, mas eu te amo mais nas segundas-feiras, somos o necessário para a felicidade e se nada muda com o passar dos anos estamos fadados ao abismo do comodismo. Mas o tempo não cansa, você não muda, nos passaremos. Chegará um ponto que nada disso vai me causar interesse mais como você me diz todos os dias, só falta errar meu nome e chamar o da falecida. Já estou envolvida em sua esquecida duvida através das bolhas desta prisão. Anseio drenar, este velho abrigo para restaurar as coroas do baú, acho que devo te abandonar. Expressão vaga e perdida nela vejo refletida toda beleza do deixar. Nesse lugar onde uma alma não tem proposito... Não consigo crer em você, porque seu fantasma não me deixa ir. Eu sei que sou o momento do qual você tanto fala, sou sua esperança porque quero seu bem. Com descrença, quem vai limpar toda essa voraz ruína, simulando as batidas com uma penitência, sentenciando? Este vigarista vai pelo meu discurso... entendeu?

9 comentários:

  1. Sou apaixonada pelos seus textos.

    ResponderExcluir
  2. E querido eu não tenho culpa da sua inutilidade para fazer alguma coisa da vida.
    Nos nunca temos, mas somos as que mais sofremos.
    amei seu texto como sempre xuxu

    ResponderExcluir
  3. Oi minha querida garota pensante td bm? ^^

    É engraçado como ficamos perdidas nesse caminho confuso da paixão... a gente quer q funcione, faz td pra dar certo, segue o bendito do coração, mas pra quê, se no final eles preferem "sentar no bar logo ali na esquina"?
    Meninos muitas vezes são enlouquecedores ¬¬''

    Um beijão gata, ótimo texto!

    PS: Quando puder siga meu blog logada pelo face na caixinha networked blogs!

    ResponderExcluir
  4. Amei seu texto. Você escreve de uma maneira muito direta, que prende a gente até o final. Muito talentosa, parabéns! :D

    Beijos!
    www.deliriosdegarota.com

    ResponderExcluir
  5. Puts, seus textos saoo mmt bons! Parabens'
    Um beijoO, && não esqueça de me visitar!!
    www.paradateen1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. amei o texto, você escreve muito bem flor ;)
    s2hay.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Passando para divulgar meu blog de contos http://contosdeaciello.blogspot.com.br/ que está bombando em 50 países e no Brasil com a minha primeira estória ultra-romântica "S.O.S. Coração", que é para quem é amante de romance e de um bom enredo...VALE A PENA CONFERIR!

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei o texto.
    http://sobre-tudoum-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Muito legal , seu texto ! Parabéns , ainda mais pela escrita ótima .

    Obrigada por ter vistado meu blog , mil desculpas pela demora já te sigo .

    http://lettynha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Clara.Idade: 19.Falar a verdade não careço de muita lógica. Ou de mim se gosta ou esquece. Por gosto mesmo ficava de papo pro ar. Mas o que me faz feliz e apetece é cheiro de vinho, cabelo lavado, de escrever poesia pulando os dias, de frapê e filme iugoslavo. Qualquer dia desses faço feito Santos Dumont e construo minha casa na árvore.
Tecnologia do Blogger.

Translate

Leitores

Pensar

O que é pior: chegar ao fundo do poço ou continuar caindo?'' -Prá virar cinza minha brasa demora!
-

Pesquise

  • Mauris euismod rhoncus tortor
  • Sed nunc augue
  • Why is it needed
  • Where can I get some